Kester 10 G

|

Fale Conosco - contato@kester.net.br |

Inicio |

Portugal - Um país Europeu na contramão das grandes potências por desatentos do governo


Nathália Hous
Por Kester 10 G
Porto - 11/02/2019

O Portal Kester 10 G, inaugurou no domingo, 10, sua Sucursal em Porto, em Portugal.
Mas, muitas pessoas querem saber um pouco mais sobre o país, suas particularidades, seu governo, os sonhos que as pessoas daqui tem ou os dramas que enfrentam.
A Reportagem Kester esteve conhecendo um pouco mais desta realidade de perto, para que este artigo pudesse ser escrito.
Até mesmo porque, há não muito tempo, acompanhamos uma crise econômica severa no país, que ainda persiste e que se agrava.

O governo de Portugal, deixou de fazer reformas muito necessárias para a sua população, em nome de um populismo extremo e descomedido.
É quase o mesmo que foi feito no Brasil, com a diferença que agora o governo por lá tenta se por nos eixos, antes tarde do que nunca.
Por conta dessas reformas não realizadas, e por conta do país europeu ter uma grande população idosa, o número de aposentados, 2,5 milhões de pessoas,
em um país que possue 10,3 milhões de habitantes segundo o senso de 2018, acabou causando um colapso na economia.
O sistema previdenciário não tinha recursos suficientes para pagar a todos, o que gerou atrasos e até mesmo a suspensão de parte dos pagamentos.
Hoje, muitos aposentados ainda lutam para receber seus Vencimentos, e muitos pagamentos estão suspensos, porque falta caixa no governo para pagar.
É quase como o que pode acontecer no Brasil, se a reforma da Previdência não for feita agora, de novo a um comparativo.
Então, só por aí percebe-se que morar em Portugal, pode não ser um sonho como em muitos outros países europeus.
Apesar de um tanto quanto distante da realidade brasileira, Portugal também se faz presente com seus problemas e sua realidade dura.
Fazendo com que as pessoas tenham de trabalhar muito afim de suprir suas necessidades.
A crise é tamanha, que a maior parte dos idosos são incentivadas a trabalhar.
Se tentarem se aposentar, não existem recursos para esses pagamentos ainda hoje, por parte do governo federal.
Até por uma questão de economia, o incentivo pelo trabalho é algo massante por aqui.

Por outro lado, há que se destacar duas coisas essenciais no país.
A alegria dos portugueses mesmo diante as dificuldades interpostas por seu dia dia, e o fato de ser Portugal um país muito mais acessível que o Brasil, em termos de acessibilidade as pessoas com deficiência.
Apesar de em números o país ser menor, e a população ter uma crise financeira maior, as acessibilidades empregadas seguem os níveis europeus.
Os mais altos no que se refere a garantia de direito dessas pessoas.
Não que pensem que deficientes são diferentes, mas sim porque, reconhecem que necessitam de mecanismos que facilitem seu dia dia.

|||

Críticas, sugestões ou denúncias - Fale com nossa Equipe jornalismo@kester.net.br

Banco do Brasil |

Trailblazer - O carro para toda a família |

Clínicas Santa Clara Onor |

Café L'or |

O Boticário |

Cacau Show |

Bradesco |

Italac

|||

Copyright (c) 2018. -
Todos os direitos reservados.
Proibido repassar. |