Kester 10 G

|

Fale Conosco - contato@kester.net.br |

Inicio |

Procura-se um sem caráter - Paga-se bem


Giovanna Decker
Por Kester 10 G - 15/04/2019

A polícia descobriu na semana passada, o mentor por trás dos ataques sofridos pelo Jornalista Guilherme Kalel, e a marca Onor Kester 10 G.
Trata-se do ex-delegado de polícia, Samuel Lazzier, de Sapucaia do Sul, no RS.
O homem que tem 54 anos de idade, é considerado foragido da Justiça, desde 10 de abril.
A polícia tentou prendê-lo, mas não conseguiu encontra-lo.

O ex-delegado planejou montar uma organização e o fez, com o objetivo de destruir a carreira e reputação de Guilherme Kalel, como vingança pessoal.
Em 2012, denúncia na Onnekalel Revista, de propriedade de Guilherme, revelou um esquema de prostituição que Lazzier fazia parte.
Ele perdeu o cargo por isso e foi condenado a 9 anos de prisão.
Mas, responde até hoje o processo em liberdade e não tem condenação em 2ª Instância pelo crime praticado.
Lazzier desde 2014, teve tempo e equipe, para planejar a sua vingança.
E reuniu outras pessoas que foram denunciadas por diversos crimes, e que queriam acabar com Kalel e sua Equipe de comunicação.

Kester 10 G e o Portal Royal Express, estão mais fortes do que nunca, e Guilherme segue firme no seu trabalho.
Assim, conclui-se que o trabalho de Lazzier fracassou.
Mas neste caminho, houveram muitas complicações.
Lazzier e seu bando, ocasionaram uma série de estragos e processos judiciais que ainda estão longe de se resolver.
Fora ataques que executaram contra Kalel e outros membros da Equipe, como a advogada e Jornalista Mariana Monary.

A Presidente da Onor, Annabelle Rech, anunciou no final de semana que a empresa está disposta a recompensar, quem entregar Lazzier para as autoridades.
Pelas informações que levarem a captura do bandido, Annabelle está disposta a gratificar com uma quantia, sem ter dito o valor.
Basta segundo ela, que a pessoa procure a polícia, se identifique, e que a denúncia leve a captura do suspeito procurado.
Depois, a polícia irá repassar a Onor os dados da pessoa para ser contatada.
É segundo ela, um meio de incentivar, para que Lazzier não fique mais impune, depois de tudo o que realizou.

|||

Críticas, sugestões ou denúncias - Fale com nossa Equipe jornalismo@kester.net.br

|

Next - Faz Acontecer |

Trailblazer - O carro para toda a família |

Claro |

Clínicas Santa Clara Onor |

Faculdades Anhanguera |

Café L'or |

Banco do Brasil |

Nextel |

O Boticário |

Cacau Show |

Italac

|||

Copyright (c) 2018. -
Todos os direitos reservados.
Proibido repassar.

|

Compartilhar no Whatsapp